Enterite Linfo-Plasmocitária – Daisy

Espécie: Canina • Raça: Rotweiller • Sexo: Feminino • Idade: 4 anos

 

História Clínica:

Emagrecimento, diarreia há alguns meses, cor castanha, liquida muito abundante e sem muco cerca de 3 vezes por dia.

 

Exame Físico:

Desconforto abdominal à palpação e magreza.

 

Exames Auxiliares:

Dia 1- Coprocultura, parasitológico de fezes – presença da bactéria. Tratamento com antibiótico e ração intestinal. Ficou melhor, mas voltou a ficar com diarreia.

Após a realização de diversos exames sanguíneos, de uma ecografia e de uma biopsia intestinal, diagnosticou-se uma enterite linfo-plasmocitária.

 

Tratamento:

Ração hipoalergica, corticoterapia.

 

Mais sobre esta doença:

A enterite linfo-plasmocitária é o tipo mais frequente de doença inflamatória do intestino delgado em cães e gatos e caracteriza-se pela acumulação de uma quantidade excessiva de linfócitos e células plasmáticas no intestino. Provavelmente possui uma base genética associada, ou no mínimo uma predisposição racial. Os Rotweillers são dos mais predispostos. O prognóstico é reservado.

Acomanhamento da nossa paciente:

Esta paciente até à data encontra-se em recuperação e neste momento está a ser controlada com uma ração específica. Ao fim de 1 ano, a Daisy teve uma crise que foi controlada.

No entanto, necessita de uma monitorização constante dos níveis de albumina, proteínas totais, creatinina e ureia.

A Daisy é uma cadela feliz, muito grata à sua dona que tem feito tudo para que ela esteja bem e nunca desiste dela.

Top